Sem Saber Dizer o Quanto, Apenas te Faço Sentir

Este texto que fiz para você já nasceu condenado a ser um fracasso.
Queria definir meu amor por você. Mas como fazer isso se mesmo os melhores poetas quase nunca conseguiram definir o amor?
Não sou poeta, mas já vivi como um. As vezes ainda vivo.
Se não posso definir, medir ou mesmo reduzir a qualquer outra forma que possa dimensionar o que sinto por você, ao menos posso te fazer sentir. Então se prepara.

Você pode até voar, mas o calor dos ventos que te levam longe são meus sopros formando térmicas que te permitam ir mais longe de onde jamais esteve.
Você pode até beijar, mas o doce que você sente no final são as palavras “eu te amo” que deixei repousando em seus lábios quando te deixei naquele aeroporto.
Você até pode sentir presença num abraço, mas aquele perfume que te invade sou eu tentando alcançar sua nuca.
Você pode até sorrir para um estranho, mas nem imagina que sou eu tomando aquele corpo para chegar perto de você.
Você pode até se dizer cansada, exausta, querendo colo, mas nem sabe que é como me sinto ao ter saudades de você.
Você se espreguiça e então faz um alongamento, sou eu abraçando você.
Você lê textos, vê televisão e se flagra fazendo metáforas, buscando respostas… é você tentando entender como ser feliz assusta.

Quando elas dormem

Mulheres fazem tudo de caso pensado”, diz ele para um amigo. Se já estão deitados prontos para dormir e ela pede que ele abaixe o volume da TV usará a desculpa de que o ruído não permite que ela durma, quando na verdade quer que ele preste atenção nela. Mesmo dormindo. Quer dormir sabendo que está protegida de tudo. Até mesmo de sonhos ruins. Aproveitará para seduzi-lo.

Sabe que ele ainda sem sono, e agora sem TV, irá se concentrar em seus gestos enquanto dorme. Irá notar como ela se espreguiça. Como muda o lado do travesseiro como quem escolhe os sonhos que quer sonhar. Vira-se de lado e fica de bruços. Quer que ele veja todas as suas curvas. Quer que ele sonhe com ela. Que possam sonhar juntos.

Passa as mãos pelos cabelos para livrar-se do calor, mas na verdade está se exibindo. Quer que ele veja sua nuca. Seu espaço preferido para os beijos. Está pedindo um beijo enquanto dorme. Sorri para que ele queira estar em seus sonhos. Provoca. A respiração é lenta. Seus pés e pernas repousam sobre os lençóis como um leito de rio.

Começa a ensaiar palavras que parecem não fazer sentido. Está fazendo música. Sorri novamente. Seus braços agora estão recolhidos como se ela estivesse num ventre. Foi ela quem escolheu o lado da cama. Sabia que quando vento entrasse pela janela levaria até ele o perfume do banho dela.

Ele pensa que apenas está admirando, quando na verdade foi completamente seduzido.