[Dicas] 6 Dicas para Estimular teu Filho a Ler

6 Dicas para estimular teu filho a lerIncentivar a leitura é sempre o ponto chave para conseguirmos colher seus benefícios. Quem lê amplia o vocabulário, passa a escrever melhor, desenvolve um senso crítico e, claro, se sairá melhor nas atividades escolares. Portanto, quanto mais cedo o incentivo vier, melhor.

Segundo Rosane S. A. Lunardelli, Doutora em Estudos da Linguagem e Professora Adjunto do Departamento de Ciências da Informação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), “o comportamento da família influencia diretamente os hábitos da criança. Se os pais leem muito, a tendência natural é que a criança também adquira o gosto pelos livros”.

Diferente dos adolescentes e jovens adultos, portanto, as crianças tendem a espelhar seu comportamento nas pessoas mais próximas – seus heróis -, ou seja, seus pais. Assim, a melhor forma de mostrar o caminho da leitura é na infância.

Então, se o que você procura é criar esse vínculo com a leitura, mostrarei algumas formas de como fazer isso.

 

6 Dicas para Estimular teu Filho a Ler

 

1. A escolha é Dele

Por mais insano que possa parecer, quem deve escolher os livros é o teu filho. Normalmente, nessa idade, as crianças acabam optando livros mais coloridos e cheios de imagens e bonecos. Essa atitude é absolutamente normal, aliás, quem nunca escolheu o livro pela capa? O importante é que ele sinta interesse pelo objeto de leitura. Portanto, seja uma história em quadrinhos, gibis, livros muito infantis ou histórias bobas, o que importa é que o interesse partiu dele, e esse é o ponto chave.

Conhecer o gosto da criança é muito importante para que a leitura seja um prazer ao invés de uma tortura. Logo, não se preocupe se a leitura não é a mais indicada (desde que seja de conteúdo infantil, claro), pois o que pretendemos é desenvolver é o seu interesse.

 

2. Não apresse a leitura

O ritmo de leitura não deve ser apressado. Cada criança possui um ritmo específico, portanto, se a leitura não está avançando para o próximo nível (livros mais elaborados), não entenda isso como uma estagnação, mas como um processo de desenvolvimento, onde o teu papel é fundamental, seja no acompanhamento ou na leitura acompanhada (próxima dica).

Nessa fase, o importante é que o livro, gibi e as histórias em quadrinhos estejam sempre ao seu alcance, para que se possa manter o hábito.

 

3. Leituras Acompanhadas

Lembre-se, é bom estabelecer algumas regras e rotinas para a educação dos filhos, portanto, que tal fazer isso de uma forma que incentive a leitura e o interesse da criança?

O objetivo desta dica não é organizar e planejar uma rotina extensa, mas incentivar a leitura antes de dormir, por exemplo. Ser embalado por uma boa história antes de dormir é sempre gostoso, principalmente se no dia seguinte teu filho levantar e contar pra você que sonhou com algo relacionado à história.

No entanto, dependendo do passo que a criança estiver em sua alfabetização, a função da leitura noturna caberá aos pais. Algo que podemos fazer aqui é intercalar histórias. Por exemplo, para criar uma melhor percepção da história, se o personagem for um menino a história deveria ser lida pelo pai e, se a personagem for menina, pela mãe. Essa alternância além de colocar os pais em contato com o filho, irá estimular o lado criativo e sensitivo da criança.

Segundo a professora Lucinéa Aparecida Rezende, doutora em Educação pela UEL, “a soronidade fascina as crianças”. Assim, portanto, o papel dos pais, nesta fase, será fundamental para estimular a criatividade e a percepção dos filhos.

 

4. Represente as Histórias

Crianças adoram brincadeiras, portanto, que tal utilizar a história que ela mais gosta para criar um teatrinho?

Pegue aquela história que teu filho mais gostou e tente improvisar uma representação, e busque incluir o teu filho nesse projeto. Tente fazer isso a cada mês, por exemplo. Se possível, junte sobrinhos e vizinhos para participar também. Tornando esta dica em um hábito agradável e divertido, teu filho irá esperar por essa encenação, logo, irá procurar mais histórias para que sejam representadas.

Tente incentivá-lo a procurar outras histórias para serem encenadas. O interessante é que você incentive ele a ler novas histórias para serem recriadas em casa, dando luz à sua imaginação. Lembre-se, não precisa ser uma super produção, basta fazer algo divertido que ele irá gostar.

 

5. Passeios literários

Outra forma de incentivar a leitura é fazer passeios que possam estimular a leitura. Envolver a criança em ambientes onde a leitura é o principal tema pode trazer muitos benefícios. Por exemplo, se houver uma peça de teatro baseada em um livro infantil, leve-a! Envolva-na nas atividades e veja se houve um interesse pela história, uma curiosidade sobre o assunto. Crianças curiosas tendem a procurar mais informações sobre aquele determinado assunto.

Desta forma, tanto você quanto teu filho estarão envolvidos em um único assunto, o que favorecerá, conforme dito pela Doutora Rosane Lunardelli, a tendência que as crianças têm em se espelhar nos pais no comportamento da leitura.

Portanto, sempre que possível, mantenha esses passeios literários, seja em bibliotecas, livrarias e eventos literários voltados ao público infantil, mas não faça disso uma obrigação (lembre-se da primeira dica). A ideia é demonstrar que a leitura é um assunto interessante e divertido.

 

6. Incentive a Criatividade

Crianças são um poço sem fundo quando o assunto é imaginação, portanto, incentive essa criatividade. Como já dissemos, a curiosidade por coisas novas acabam levando a um aumento na leitura.

Aqui vocês podem tentar criar uma história em conjunto. Vale lembrar que é muito importante deixá-lo livre para intervir a todo o momento, até que ele veja que a história esteja a seu contento. Ou seja, não se preocupe (caso não seja preocupante) se tal personagem é impossível de ser real ou se os ambientes são improváveis. Haja com naturalidade e tente entrar na história e delicie-se com as risadas e sorrisos que poderão surgir dessa relação que somente a leitura pode garantir.

 

_________

Bom, pessoal, essa são as dicas que eu tinha pra hoje. Espero que elas possam ajudá-lo de alguma forma. E lembre-se: são dicas, não normas. Qualquer dúvida, comentários ou críticas, deixe um comentário que terei o prazer em respondê-lo.
Se tudo der certo, semana que vem, neste mesmo horário, teremos novas dicas no Folhetim Online. E, se você perdeu as anteriores, não fique preocupado, aqui estão elas:

  1. Escreva Melhor: 7 dicas para escritores
  2. Escreva um Conto: 8 dicas para contistas
  3. Melhores Diálogos: entenda os 3 tipos de discursos
  4. Melhores Diálogos: 7 dicas para escritores
  5. Leia Melhor: 6 dicas para a boa leitura
  6. 8 Dicas para celebrar o Dia Internacional do Livro
  7. + Dicas

 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/folhe034/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273