[Dicas] 5 dicas para criar um personagem cativante

5 dicas para criar um personagem cativantePara que um livro cative a atenção do leitor, além de uma história envolvente, precisamos construir bons diálogos e bons personagens. A combinação de personagens, diálogos e uma história envolventes, com certeza será um grande passo para que o livro atinja um número significativo de leitores. Portanto, se você pretende ter um livro cativante, vejas as seguintes dicas e tente aproveitá-las ao máximo.

+ Dicas para escrever seus textos

 

5 Dicas para Criar um Personagem Cativante

 

1. Identifique-se com o Personagem

Ter um personagem com o qual nos identificamos é de suma importância para podermos cativar outros leitores. Quando nos identificamos com o personagem, iremos extrair o máximo do escritor que somos para que o personagem tenha características marcantes e envolventes.

Se você gostar do personagem, ou seja, se você se identifica com o personagem, ao escrever sua história, as situações serão naturais e verdadeiras, pois você colocará mais sentimentos nele, tentando representar aquela pessoa que você gostaria que ele fosse.

Por exemplo, se você é um aventureiro, uma pessoa que sempre está disposta a conhecer novas pessoas, novos lugares e experimentar novos sentimentos, criar um personagem aventureiro não será problema algum pra você, pois muitas das situações você já viveu, você pode expressar sentimentos reais de uma forma mais viva, mais ativa e certeira.

Portanto, procure colocar um pouco das suas experiências no personagem. Por isso que um escritor é, acima de tudo, um grande observador.

 

2. Defina as características do Personagem

Antes de sair escrevendo por aí, pense como será o personagem de sua história. Será ele ou ela? Será alto, baixo, careca, cabeludo, novo, veho; magro, atlético, ocioso, curioso, brincalhão, sorridente, ingênuo,  animado, romântico, ranzinza… Como ele será?

Determinar as características físicas e psicológicas do personagem é uma das formas de posicioná-lo corretamente na história. Tente não inventar muita moda, certos arquétipos não devem ser alterados. Por exemplo, não invente de criar um personagem atlético e ao mesmo tempo intelectual. Essa combinação pode existir, porém, não é o que vemos todos os dias. Seja atrevido, mas mantenha as aparências.

 

3. Dê profundidade ao Personagem

Se você já se identificou com o personagem e já determinou as suas características físicas. Agora você precisa dar profundidade a ele.

Aprofundar o personagem é criar uma história anterior à história que você está escrevendo. É mostrar que o teu personagem possuía uma vida anterior, trazendo para a história atual uma bagagem de experiências, amarguras e desejos.

Quando o personagem já possui essa bagagem, dependendo da história que você irá escrever, os leitores podem se identificar com maior facilidade, cativando-os à história e, ao mesmo tempo, ao personagem. Por exemplo, se teu personagem tiver uma idade avançada, é de se esperar que ele possua experiência suficiente para solucionar problemas na trama, ou até ajudar um personagem mais novo, assim, neste caso, teríamos um personagem coadjuvante ou co-protagonista. (veja os tipos de personagens).

Portanto, nunca deixe de pensar nesses pequenos acontecimentos que se deram antes da atual história, pois eles podem ser úteis durante toda a trama. Mas, evite contar toda a história passada, deixe que a nova trama traga essas experiências à tona.

 

4. Evite excessos

Lembre-se que você está escrevendo a história para um grupo de pessoas, e que esses leitores nem sempre serão como você, não estarão, todavia, com a mesma faixa etária que você. Logo, se você quer que esse personagem seja cativante, evite criar muitos excessos.

A não ser que você esteja escrevendo uma história infantil, o teu personagem deve possuir boas e más características. Criar um personagem exemplar não irá cativar seus leitores, pois verão que aquilo é uma pura farsa. Ninguém é perfeito, ninguém fica rindo todo o tempo, ninguém é engraçado todo o tempo, ninguém é legal a todo o tempo.

O seu personagem deve estar sempre no meio fio. Até mesmo o herói da história pode apresentar características más, porém as boas irão prevalecer. Quanto mais você puder fazer com que o leitor se identifique com o personagem, melhor.

Essa dica vale para tudo na histór

ia. Evitar os excessos ajudará a criar um personagem “real”, e são as pessoas reais que nos interessam e nos cativam.

 

5. Seja o leitor de sua história

Esse é um dos passos mais importantes. Após você criar o teu personagem, deixe de lado o escritor e seja o primeiro leitor da sua obra. Se você ainda não terminou a história, não tem problema, pegue o que já estiver escrito e leia.

Não seja um crítico, seja um leitor e veja se teu personagem te cativa, se te faz criar alguma expectativa, se ele está te convencendo de ser uma pessoa “real”, se ele te faz querer acompanhá-lo durante toda a história.

Confesso, não é algo

fácil de ser feito, principalmente se você já possuir as diretrizes para a continuidade da história. Porém, fazer esse exercício te ajudará a ver alguns erros de gramática e de lógica, sem contar que pode ajudar a desatar alguns pontos que estejam amarrados.

Seja o leitor e se o personagem te cativar, acredite, ele irá cativar outras pessoas.

_________
Bom, pessoal, essa são as dicas que eu tinha pra hoje. Espero que elas possam ajudá-lo de alguma forma. E lembre-se: são dicas, não normas. Qualquer dúvida, comentários ou críticas, deixe um comentário que terei o prazer em respondê-lo.

Se tudo der certo, semana que vem, neste mesmo horário, teremos novas dicas no Folhetim Online. E, se você perdeu as anteriores, não fique preocupado, aqui estão elas:

  1. Escreva Melhor: 7 dicas para escritores
  2. Escreva um Conto: 8 dicas para contistas
  3. Melhores Diálogos: entenda os 3 tipos de discursos
  4. Melhores Diálogos: 7 dicas para escritores
  5. Leia Melhor: 6 dicas para a boa leitura
  6. 8 Dicas para celebrar o Dia Internacional do Livro
  7. + Dicas

 


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/folhe034/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273