Conto Inacabado

Os tímidos raios de sol banhavam a pequena janela de sua casa. Alguns pássaros cantavam alegres nos galhos secos da antiga árvore que ainda jazia diante do segundo andar da casa.

Seu quarto, pequeno, bagunçado como não poderia deixar de estar, separava-o da grande cidade que, lá fora, o intimidava. Teve dias que esse medo não passava de uma insegurança, mas hoje, como parte de seu ser, arrastava-o mais para o canto escuro de seu quarto. Seus grandes sonhos trancados  numa pequena gaveta ainda estavam intactos, inertes – é verdade, a espera de um dia serem realizados, como pequenas fagulhas de um isqueiro prestes a ser acendido, trancados o esperava.

Hora de levantar, pensava, porém, sem coragem, mantinha-se quente e confortável embaixo de suas rotas cobertas. Olhou para o lado e encontrou um velho amigo. Uma fagulha lhe trouxe o prazer matinal. Uma baforada era tudo que ele precisava. Tragou a coragem que precisava para se vestir. Já de pé, procurou suas roupas e vestiu-se. A janela que já não escondia a hora, foi aberta. Pronto, estava desperto.

Mais coragem. E outra baforada preencheu o pequeno quarto. Postou-se diante da cama e observou o quarto enquanto a fumaça de seu cigarro dominava as dependências. Pensou em arrumá-lo, no entanto, não dispunha de tempo suficiente para tanto, pois precisava sair daquele lugar antes que sua coragem acabasse. Uma mochila foi o máximo que conseguiu carregar e, diante da porta, seguiu seu caminho.

(…)

Alguns acham difícil começar a escrever alguma coisa, outros nem vontade têm. O que acha de continuar essa história? Será um bom exercício para você que tem medo ou receio de escrever um conto ou coisa parecida.

Assim, Convido você a acabá-la. Continue a história, volte aqui e deixe o link, que terei prazer em publicá-lo.

Abraços.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/folhe034/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273